NAYARABUENO

#Viva

ParaseRealizar

Imagem
BIOGRAFIA
Sou Nayara Bueno, tenho 33 anos, tenho dois filhos e sou natural de Divinópolis, Minas Gerais.

Meus pais são pessoas de grande valor para minha vida profissional. Sempre me ensinaram a ser honesta e a trabalhar para conseguir o que eu queria. Meu pai comerciante e minha mãe professora, vivem a vida bem, estabelecidos na classe média da sociedade, após passarem por sérias dificuldades financeiras. Independentemente da situação financeira, custearam e incentivaram os meus estudos como forma de melhoria de vida e de um futuro melhor para mim.

Em busca de me realizar profissionalmente e, claro, retribuir aos meus pais todo o esforço e dinheiro investidos em mim, fui para Universidade em 2012 me formei em Ciências Biológicas Bacharelado. Desde a metade do curso, me identifiquei com a área de Licenciamento Ambiental, na qual trabalhei desde então. Cursei pós-graduação, me especializei e abri o meu próprio negócio, um escritório de Consultoria Ambiental, no qual eu realizava o licenciamento ambiental de atividades causadoras de impacto no meio ambiente. Sentia que ali era meu lugar, pois eu atendia meus clientes e fazia meus horários, com a flexibilidade que todo profissional sonha ter um dia.

Porém, o tempo foi passando e aquela autonomia que eu tanto curtia foi sendo desgastada e a minha produtividade afetada por um problema que não dependia da minha autoridade, mesmo eu sendo dona do próprio negócio.

Naquele momento, eu me questionava porquê a minha carreira profissional como Bióloga não me trazia felicidade como eu esperava, já que eu amava a minha formação e o que eu trabalhava, que havia me especializado tanto, almejava fazer um mestrado e doutorado e tinha uma grande lista de clientes.

Foi quando entendi que, a grande barreira que me impedia de evoluir se devia a terceiros. Não sei em que data você está lendo este material, para compreender a situação do momento. Mas, os processos de licenciamento que consultores ambientais realizam hoje permanecem por anos, em alguns casos até 4 anos, em análise dentro dos órgãos competentes, deixando assim os nossos clientes furiosos, pois pagam pelo serviço e o querem pronto num prazo razoável. E, estão corretos! Os entraves causados pela burocracia, morosidade e falta de gestão da grande maioria dos órgãos ambientais, afetam diretamente à essa classe trabalhadora.

Diante disso, percebi que aquele sonho já não me trazia felicidade, e consequentemente, não me traria sucesso, já que eu arrastava os meus dias tentando solucionar problemas que não estavam ao meu alcance.

Ao fazer essa avaliação, estava decidida a me afastar da minha carreira como Bióloga, pois a concretização do meu trabalho dependia da atuação de terceiros e eu não possuía autoridade para modificar esses fatos. Além disso, eu almejava fazer mais!

Desejava ser mais produtiva, trabalhar em algo que me encantasse e me realizasse e, claro, me proporcionasse o equilíbrio profissional, pessoal e financeiro tão sonhado por todos.

Sempre gostei de empreender, mas não tinha a coragem para começar, pois escutei a vida toda que é muito arriscado ser dono do próprio negócio.

Penso que não foi fácil tomar a decisão de mudar o rumo da minha vida profissional, porque as minhas decisões afetariam diretamente as pessoas que estão ao meu lado, pois sou casada e mãe de dois filhos pequenos.

Foi um tratamento de choque! Mas extremamente necessário.

Durante essa tempestade, passei por um processo de autoconhecimento, no qual eu buscava descobrir o meu propósito e quais eram minhas habilidades e potencialidades que me possibilitassem ingressar numa nova profissão.

Há alguns anos eu venho estudando sobre desenvolvimento humano, para uso próprio. Foi quando identifiquei em mim a habilidade em realizar atividades de planejamento, organização, administração, execução, transformação de conhecimentos em novos serviços, principalmente os conhecimentos relacionados ao desenvolvimento do potencial das pessoas.

Sempre fui uma pessoa extremamente organizada, disciplinada e focada no que eu fazia, em busca dos meus objetivos. Me formei no curso que eu queria e era apaixonada, fiz estágios nas empresas e instituições que eu quis, montei o meu próprio negócio como eu quis. Tudo isso por consequência à determinação e foco nas minhas decisões.
Procuro desenvolver as minhas funções mentais em prol das realizações e conquistas positivas. Busco como forma de crescimento pessoal a percepção dos meus bloqueios e limitações e sempre superá-los, mesmo que isso leve tempo e me tire da zona de conforto.

Numa noite tranquila, eu lendo artigos na internet, encontrei uma frase que dizia: “...profissionais altamente qualificados, porém, desprovidos da visão de carreira como um negócio...”. Foi nesse momento que senti vontade de ajudar as pessoas. São pessoas que passam por dificuldades relacionadas ao gerenciamento da vida profissional, situação que pra mim, nunca foi problema, pois se tratando da gestão do meu negócio e da minha carreira, tudo estava perfeito! O meu mal foi depender de terceiros para conseguir finalizar o meu trabalho.

Ao começar a introdução ao tema relacionado a alta performance profissional, eu era tomada por um sentimento de realização tão forte, que me fez mergulhar nos estudos sobre desenvolvimento pessoal para concretização de objetivos profissionais, sem pestanejar!

Acontecia ali a mudança de paradigma, e a partir disso, as modificações de comportamentos e atitudes. Passei a exercer a minha liderança pessoal.

Aquele assunto me tomou por inteira e me sentia empolgada em planejar como eu iria transmitir essas informações e o quanto aquilo faria bem para outras pessoas que sofrem com a dificuldade em planejar, gerenciar e alavancar suas carreiras e, consequentemente, as impedem de se realizarem em diversas áreas de suas vidas e concretizarem seus objetivos.

Contudo, a quantidade de informação na minha cabeça era tão grande, que eu necessitava escrever e falar sobre o assunto para organizar as minha ideias.

Foi quando decidi produzir este e outros conteúdos e investir todo o meu tempo em me aperfeiçoar e divulgar as minhas experiências sobre o meu aprendizado em Desenvolvimento Pessoal, Planejamento de Carreira e Alta Performance para Profissionais.

Me realizava todos os dias na outra profissão! E agora, me realizo novamente, todos os dias, na nova profissão! “Uma porta se fecha, uma janela se abre.”

Ter consciência do meu estado atual; de quem eu sou, torna mais claro qual o meu estado desejado e quem eu quero ser!

Atualmente, Coach Profissional, Especialista em Planejamento de Carreira e Analista Comportamental em Assessment DICS. Membro da Sociedade Latino Americana de Coaching, criadora do método “Os 3 Princípios da Gestão de Si” e do programa de treinamento “
Gestão de Si”, que reúne ferramentas e estratégias de desenvolvimento pessoal e planejamento de carreira, para que as pessoas possam concretizar seus objetivos profissionais através do uso de suas competências pessoais. Idealizadora do Programa "AutoGerenciar", onde auxilia pessoas a se gerenciarem com recursos próprios e terem satisfação pessoal e qualidade de vida.

Daí, a Bióloga que se tornou Coach!

Sim! Fiz a tão temida transição de carreira e para uma área nova no mercado. Se feita com planejamento estratégico efetivo, é perfeito! Nada de "efeito manada" ou "modinha da vez". Trata-se de identificação pessoal/profissional sobre o assunto abordado em Coaching e do meu estilo de vida: planejadora, organizadora e persuasiva . Venho praticando o que a metodologia ensina, mesmo antes de conhecê-la.

Percebi que sou capaz de usar a imaginação e a criatividade para escrever meu novo papel, mais eficaz, mais de acordo com meus valores e com meus princípios. Isso dá sentido a tudo que faço e trabalho hoje. Posso me reportar a meu potencial ilimitado, não ao meu passado restrito. Posso me tornar a minha própria criadora mental. (Aprendizado de pessoas altamente eficazes)

“Esse conteúdo é para as pessoas que, assim como eu, enxergam claramente o poder do autoconhecimento e do planejamento para desenvolvimento pessoal e alavancagem profissional.”